O couro ecológico de pirarucu para confecção de sapatos, bolsas, carteiras, entre outros

Atualizado: 26 de jan.








O desenvolvimento da piscicultura no Brasil se deve a fatores como os investimentos no setor de produção e processamento, o aumento da pesquisa, aliado aos vastos recursos hídricos disponíveis. E dentre os peixes nativos amazônicos cultivados, o pirarucu (Arapaima gigas), vem ganhando interesse, devido à sua qualidade de carne e excelente aceitação pelos consumidores. A pele do pirarucu transformada em couro pode ser utilizada como matéria-prima para confecção de sapatos, bolsas, carteiras, cintos, jaquetas, entre outros. Antes se priorizava resistência e durabilidade, hoje novos nichos de mercado se expandem em termos de flexibilidade, características visuais, representatividade do rústico e uso de produtos orgânicos. O couro ecológico de pirarucu pode agregar valor aos produtos e agregar valor de mercado aos acessórios e artefatos de couro com apelo de origem sustentável.


Confira na íntegra o artigo do Professor Jerônimo Dantas:


https://journals.plos.org/plosone/article?id=10.1371/journal.pone.0261781

journal.pone.0261781
.pdf
Download PDF • 1.74MB

133 visualizações0 comentário